Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



No Maple Com o Gajo (Paulo Núncio)

por Gajo, em 02.03.17

paulo_nuncio195737ad_base.jpgÉ com muita alegria que recebo hoje "No Maple Com o Gajo", Paulo Núncio, ex secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, para falar um pouco sobre o tema que está na ordem do dia: a fuga dos 10 mil milhões para paraísos fiscais.

 

Gajo
Agradecer ter aceitado o convite que lhe enderecei. Já cá esteve o Doutor Marques Mendes, mas ainda não tinha o Maple.
Paulo Núncio
Ora essa, o prazer é meu. Estou aqui a olhar para o Maple…Isto para um desempregado parece-me caro. Espero que não ande a fugir ao fisco. É que não tenho um amigo nas finanças que não pode ver a sua situação fiscal.
Gajo
O que me está a dizer é que tem um amigo nas finanças que pode ver a minha situação fiscal.
Paulo Núncio
Sim.
Gajo
Como no caso dos 10 mil milhões. Não sabia, mas afinal sabia.
Paulo Núncio
Exatamente. Sou uma pessoa coerente. Deixe-me dizer-lhe uma coisa. Não há nada que diga que esse dinheiro sofra de alguma ilegalidade.
Gajo
E há algo que diga que esse dinheiro não sofra de alguma ilegalidade?
Paulo Núncio
Não sou uma pessoa desconfiada. Acredito nas pessoas, principalmente nas que usam botões de punho, e não precisam de ganhar a "Fatura da Sorte" para andar em carros com bancos de napa e volante de pau.
Gajo
Podemos então dizer que a falta de controlo destes 10 mil milhões que saíram do país, fazem parte da "Factura da Sorte" para contribuintes gourmet"?
Paulo Núncio
O sol quando nasce é para todos. Há quem possa pôr o dinheiro ao sol num paraíso.
Gajo
Ok, vamos ao que interessa. Vejamos as desculpas que o senhor deu sobre este caso dos 10 mil milhões para não ter feito o trabalho pelo qual recebia:


A) Não sabia
B) Sabia, mas ficou na dúvida do que fazer;
C) A culpa foi da autoridade tributária;
D) Deu uma não autorização;
F) Não quis beneficiar o infrator.


Paulo Núncio
Estive a tirar um curso de criatividade.

Gajo
Diga-me uma coisa: esta de não "beneficiar o infrator" é para rir não é?
Paulo Núncio
É
Gajo
Corrija-me: o senhor assume que há um infrator, correto?
Paulo Núncio
Palavra suas.
Gajo
Então se há um infrator, e não o quis beneficiar, pode ter acabado por o prejudicar? Um secretário de Estado dos Assuntos Fiscais tem a incumbência de beneficiar ou prejudicar um contribuinte? Nunca lhe passou pela cabeça cumprir a lei?
Paulo Núncio
Um momento. Deixe-me ir à net ver o significado de "cumprir" e "lei. Sabe que depois de passarmos pelo governo há termos que se nos varrem. Vide o Centeno.
Gajo
O Centeno era para ter vindo esta semana, mas 10 mil milhões sobrepuseram-se "ao erro de perceção mutuo".

Paulo Núncio

Sim, sim. Cá para mim o Gajo anda à procura de tacho.

Gajo

Tipo secretário de estado? 

Paulo Núncio

Tem bicho.

Gajo

Para um tacho qualquer partido serve. Gosto mesmo é do PAN. Aquilo é só ir lá ao fim do mês e não há chatices. Continuemos. Ouvi também o Paulo Núncio dizer que decidiu não agir neste caso dos 10 mil milhões porque, "o excesso de informação pública pode ser contraproducente".

Paulo Núncio

Sou uma pessoa que protege o contribuinte. 
Gajo
Mas no seu tempo existia informação pública sobre devedores às finanças.
Paulo Núncio
Não posso proteger todos! Ainda por cima são pessoas que deviam abaixo de sete euros e meio. A esses tinha a malha apertada. Era eu pessoalmente que controlava. Temos de combater os caloteiros. A legalidade e o pagamento de impostos são fundamentais para o sucesso de Portugal e para o bem comum.

Gajo
Assumiu a responsabilidade política e demitiu-se dos cargos no CDS. Demitir-se dos cargos do CDS compreende-se, pois ninguém aguenta os vestidos da Cristas; e ter um cargo no partido é como ser o chefe dos condóminos num prédio de dois andares só com um lado, e ter de levar com o Telmo Correia todos dias; agora diga-me: o que é isso de assumir a responsabilidade política?
Paulo Núncio
É a responsabilidade de não ter responsabilidades, e dá um ar sério.
Gajo
Mas no caso da "Lista VIP" não assumiu a responsabilidade política e ainda culpou o "porteiro".
Paulo Núncio
Aí tinha emprego, o Gajo mais do que eu devia perceber isso.

Gajo
Mas deixe-me tirar-lhe o chapéu e ajoelhar-me perante si, por ter um coração de ouro. Eu sugeria que o elevassem a pastorinho, e agora que vem cá o papa, que aproveitassem para lhe pôr umas asas. Tal como Jesus Cristo o Paulo Núncio também "morreu" para livrar a Maria Luís e o Vítor Gaspar do sofrimento, quando diz que eles não sabiam de nada.

Paulo Núncio
Acabou a entrevista! Quando é que me paga o que me deve?
Gajo
Eu?!
Paulo Núncio
Não ouviu a Assunção Cristas? "O país deve muito a Paulo Núncio". O Gajo sendo português tem um calote comigo. E como sou eu que faço o preço… deixe-me pensar…deve-me cinquenta euros.
Gajo
A Cristas também disse que o senhor era um homem de "elevado carácter".
Paulo Núncio
Disse? Ok, faço um desconto de quarenta e cinco euros.
Gajo

Mas eu não tenho.

Paulo Núncio
Então levo este centro de mesa e esta banana aqui. Sabe que eu não "beneficio o infrator".


E pronto foi a entrevista possível. Espero ter sido esclarecedora. 

 

PS - Se gostaram partilhem. Isso é porreiro. Pelo menos eu acho. Se coiso, fica assim. 

Até podem receber o que escrevo por email. Dito assim parece uma coisa boa. Basta porem o vosso email, no cimo do blog à direita - há lá um campo. Se coiso, fica assim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:59

No Maple Com o Gajo (Marques Mentes)

por Gajo, em 21.02.17

marques.png

 

 

Hoje inauguro uma rubrica nova que consiste em fazer as entrevistas que todos gostaríamos de ver feitas, mas que nunca acontecerão. O meu primeiro convidado é o Doutor Marques Mendes.

 

Gajo

Olá doutor Marque Mendes. Fique descansado que não vou fazer nenhuma piada com a sua altura. Compra os sapatos na Chicco?

Doutor Marques Mentes

Na Natura, e faço as palmilhas com notas de 500 euros. É material antialérgico e evito andar de carteira.

Gajo

Boa deixa: essas notas serão da venda ilegal de ações que fez com Joaquim Coimbra, em 2010 e 2011, que terão lesado o Estado em 773 mil euros. Notícia DN

Doutor Marques Mentes

Já respondi a isso  e na altura disse que "que não me lembrava" dessa venda de ações; o mais natural é que me tenha esquecido de pagar ao fisco. Depois sou péssimo com números, mas muito bom a fazer contas em papel manteiga.

Gajo

Isso de ser esquecido é algo que o persegue: foi condenado por conduzir em excesso de velocidade, e recorreu dizendo que não se lembrava de ir a conduzir naquele dia, mas sem conseguir precisar se afinal era o senhor, a sua mulher ou o seu filho, que também utilizam aquele carro" - Notícia DN

Doutor Marques Mentes

É verdade. Era eu que ia a conduzir mas não me recordo. Além disso o polícia não me pode ter visto.

Gajo

Os vidros são fumados?

Doutor Marques Mentes

Fico nivelado com a manete das mudanças.

Gajo

Passando à frente: Nem se recorda de ser sócio de uma empresa envolvida no caso dos "Vistos Gold"? - Notícia DN

Doutor Marques Mentes

Como vê, sou esquecido. Se fosse uma vez ainda se podia dizer que estava a mentir…duas…

Gajo

Doutor Marques Mentes?

Doutor Marques Mentes

Sim?

Gajo

Tive receio que se tivesse esquecido do seu nome…Sendo assim não vale a pena perguntar-lhe sobre ser outorgante da escriturada da ONG relacionada com Tecnoforma? - Notícia Jornal de Negócios

Doutor Marques Mentes

Para desempregado até me parece inteligente.

Gajo

Vou tentar a última vez: sobre ter sido apanhado pedir favores, para orientar Vistos Gold a duas brasileiras…. - Notícia Público

Doutor Marques Mentes

Isso também foi comigo?

Gajo

Sim, até há escutas disso.

Marques Mentes

Há? Bom, não imagina o rabo de uma delas. E já sabe, para vir uma, tinha de vir a amiga. Veja, arrisquei a ser preso  para que aquele rabo não dormisse ao relento.

Gajo

Doutor Marques Mendes, a mentira tem a perna curta...

Doutor Marques Mentes

Disse que não fazia piadas com a minha altura!

Gajo

Não, mas assim qualquer dia tem as canelas do tamanho de um cálice de medronho.

Doutor Marques Mentes

Parafraseando um grande amigo meu: "têm de nascer duas vezes para serem mais honestos que eu".

Gajo

Desisto! O Aníbal é golpe baixo. Em suma, em Portugal é comum ver pessoas envolvidas em coisas pouco claras, com graves problemas de memória…

Marques Mentes

Sabe, vamos todos ao mesmo restaurante. Quando chegamos lá, lembramo-nos de tudo, quando saímos, combinamos e as coisas varrem-se-nos da memória. Talvez seja da água. Isto das águas...

Gajo

A talhe de foice, porque é que na SIC nunca lhe fazem estas perguntas, ou se descortina a razão de já não ter sido corrido de comentador, por ser uma pessoa tão esquecida?

Doutor Marques Mentes

Peço desculpa, tenho uma nota de 500 fora do sapato. Não me fazem estas perguntas porque eu trabalho para outros esquecidos, para me poder esquecer com eles das coisas que não nos interessam lembrar, e lembrar as que não interessam à geringonça. Eu sou um carteiro que entrega encomendas aos Domingos…

Gajo

Sem comentários. Para terminar: o que é um "facilitador"?

Doutor Marques Mentes

Cheira-me que o Gajo com entrevistas destas vai ter dificuldade em arranjar emprego...

Gajo

Pronto, resta-me agradecer a entrevista.

Doutor Marques Mentes

Foi um prazer dar uma entrevista a um desempregado. É a primeira vez, e até lhe peço no fim da entrevista um autógrafo, pois é o primeiro que conheço pessoalmente. Já agora, isso não é contagioso pois não?


Foi a entrevista possível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:16


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga o Gajo no Facebook


Mais sobre mim

foto do autor








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D