Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




No Maple Com o Gajo (Paulo Núncio)

por Gajo, em 02.03.17

paulo_nuncio195737ad_base.jpgÉ com muita alegria que recebo hoje "No Maple Com o Gajo", Paulo Núncio, ex secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, para falar um pouco sobre o tema que está na ordem do dia: a fuga dos 10 mil milhões para paraísos fiscais.

 

Gajo
Agradecer ter aceitado o convite que lhe enderecei. Já cá esteve o Doutor Marques Mendes, mas ainda não tinha o Maple.
Paulo Núncio
Ora essa, o prazer é meu. Estou aqui a olhar para o Maple…Isto para um desempregado parece-me caro. Espero que não ande a fugir ao fisco. É que não tenho um amigo nas finanças que não pode ver a sua situação fiscal.
Gajo
O que me está a dizer é que tem um amigo nas finanças que pode ver a minha situação fiscal.
Paulo Núncio
Sim.
Gajo
Como no caso dos 10 mil milhões. Não sabia, mas afinal sabia.
Paulo Núncio
Exatamente. Sou uma pessoa coerente. Deixe-me dizer-lhe uma coisa. Não há nada que diga que esse dinheiro sofra de alguma ilegalidade.
Gajo
E há algo que diga que esse dinheiro não sofra de alguma ilegalidade?
Paulo Núncio
Não sou uma pessoa desconfiada. Acredito nas pessoas, principalmente nas que usam botões de punho, e não precisam de ganhar a "Fatura da Sorte" para andar em carros com bancos de napa e volante de pau.
Gajo
Podemos então dizer que a falta de controlo destes 10 mil milhões que saíram do país, fazem parte da "Factura da Sorte" para contribuintes gourmet"?
Paulo Núncio
O sol quando nasce é para todos. Há quem possa pôr o dinheiro ao sol num paraíso.
Gajo
Ok, vamos ao que interessa. Vejamos as desculpas que o senhor deu sobre este caso dos 10 mil milhões para não ter feito o trabalho pelo qual recebia:


A) Não sabia
B) Sabia, mas ficou na dúvida do que fazer;
C) A culpa foi da autoridade tributária;
D) Deu uma não autorização;
F) Não quis beneficiar o infrator.


Paulo Núncio
Estive a tirar um curso de criatividade.

Gajo
Diga-me uma coisa: esta de não "beneficiar o infrator" é para rir não é?
Paulo Núncio
É
Gajo
Corrija-me: o senhor assume que há um infrator, correto?
Paulo Núncio
Palavra suas.
Gajo
Então se há um infrator, e não o quis beneficiar, pode ter acabado por o prejudicar? Um secretário de Estado dos Assuntos Fiscais tem a incumbência de beneficiar ou prejudicar um contribuinte? Nunca lhe passou pela cabeça cumprir a lei?
Paulo Núncio
Um momento. Deixe-me ir à net ver o significado de "cumprir" e "lei. Sabe que depois de passarmos pelo governo há termos que se nos varrem. Vide o Centeno.
Gajo
O Centeno era para ter vindo esta semana, mas 10 mil milhões sobrepuseram-se "ao erro de perceção mutuo".

Paulo Núncio

Sim, sim. Cá para mim o Gajo anda à procura de tacho.

Gajo

Tipo secretário de estado? 

Paulo Núncio

Tem bicho.

Gajo

Para um tacho qualquer partido serve. Gosto mesmo é do PAN. Aquilo é só ir lá ao fim do mês e não há chatices. Continuemos. Ouvi também o Paulo Núncio dizer que decidiu não agir neste caso dos 10 mil milhões porque, "o excesso de informação pública pode ser contraproducente".

Paulo Núncio

Sou uma pessoa que protege o contribuinte. 
Gajo
Mas no seu tempo existia informação pública sobre devedores às finanças.
Paulo Núncio
Não posso proteger todos! Ainda por cima são pessoas que deviam abaixo de sete euros e meio. A esses tinha a malha apertada. Era eu pessoalmente que controlava. Temos de combater os caloteiros. A legalidade e o pagamento de impostos são fundamentais para o sucesso de Portugal e para o bem comum.

Gajo
Assumiu a responsabilidade política e demitiu-se dos cargos no CDS. Demitir-se dos cargos do CDS compreende-se, pois ninguém aguenta os vestidos da Cristas; e ter um cargo no partido é como ser o chefe dos condóminos num prédio de dois andares só com um lado, e ter de levar com o Telmo Correia todos dias; agora diga-me: o que é isso de assumir a responsabilidade política?
Paulo Núncio
É a responsabilidade de não ter responsabilidades, e dá um ar sério.
Gajo
Mas no caso da "Lista VIP" não assumiu a responsabilidade política e ainda culpou o "porteiro".
Paulo Núncio
Aí tinha emprego, o Gajo mais do que eu devia perceber isso.

Gajo
Mas deixe-me tirar-lhe o chapéu e ajoelhar-me perante si, por ter um coração de ouro. Eu sugeria que o elevassem a pastorinho, e agora que vem cá o papa, que aproveitassem para lhe pôr umas asas. Tal como Jesus Cristo o Paulo Núncio também "morreu" para livrar a Maria Luís e o Vítor Gaspar do sofrimento, quando diz que eles não sabiam de nada.

Paulo Núncio
Acabou a entrevista! Quando é que me paga o que me deve?
Gajo
Eu?!
Paulo Núncio
Não ouviu a Assunção Cristas? "O país deve muito a Paulo Núncio". O Gajo sendo português tem um calote comigo. E como sou eu que faço o preço… deixe-me pensar…deve-me cinquenta euros.
Gajo
A Cristas também disse que o senhor era um homem de "elevado carácter".
Paulo Núncio
Disse? Ok, faço um desconto de quarenta e cinco euros.
Gajo

Mas eu não tenho.

Paulo Núncio
Então levo este centro de mesa e esta banana aqui. Sabe que eu não "beneficio o infrator".


E pronto foi a entrevista possível. Espero ter sido esclarecedora. 

 

PS - Se gostaram partilhem. Isso é porreiro. Pelo menos eu acho. Se coiso, fica assim. 

Até podem receber o que escrevo por email. Dito assim parece uma coisa boa. Basta porem o vosso email, no cimo do blog à direita - há lá um campo. Se coiso, fica assim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:59



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga o Gajo no Facebook


Mais sobre mim

foto do autor










Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D



Os que já se arrependeram...

Histats