Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Coisas que me incham a veia da testa

por Gajo, em 15.02.17

irri.jpg

 

Há dias atrás, sentei-me no sofá, acomodei-me, tapei-me com uma mantinha, e quando ia mudar de canal, o comando estava a três metros. Uma pessoa enerva-se. Isto é o mesmo que conhecer uma rapariga à noite, e no momento do coito ela dizer que se chama Renato e que apertou as ancas num torno. Mas o pior é dizerem-me: "calma, não te enerves, estás a ficar velho". Que raio é que a idade tem a ver com a distância a que o comando da TV está?

 

Chegados aqui, parece-me um bom ponto de partida para o tema que quero falar: coisas irritantes das pessoas.

 

Tira-me anos de vida ouvir "tá tranquilo, tá favorável". Ao mesmo nível só ouvir um humano dizer "lol". "Brutal" e "top" ao pé disto, parece-me português erudito. Quando dito por alguém acima dos 4 anos, a pena capital poder-se-ia adequar. Outro segmento que me dá comichão na sola dos pés é aquela gama de mulheres que só dá um beijinho. Fico possuído quando dou o balanço para o segundo beijinho, e pareço que estou a cabecear uma bola imaginária.

 

Agasta-me condutores não param nas passadeiras e levantam a mão a pedir desculpa. Faz-me lembrar uma amigo que quis fazer amor, apesar de pertinho, um bocadinho fora do local habitual, e depois de levar um chapada, lá teve de pedir umas desculpas falsas. Incomoda-me igualmente, na filas, os anónimos que se colam atrás, mandando aquele ar quente para o pescoço. Não há necessidade, a sério.

 

No outro dia puseram-me arroz de cenoura à frente. Para mim arroz de cenoura é talvez, a seguir a panos de cozinha usados, o pior que me podem dar para comer. Como se não bastasse, apetece-me esquartejar aquela pessoínha que diz: "és mesmo esquisitinho". Dá para não gostar de arroz de cenoura, sem ser enxovalhado? Na mesma linha, perguntarem-me "quando faço a barba". Tenho barba há anos, podia ser um indicativo das minhas intenções. Mas não, gostam de chatear. Sem esquecer os que já viram um filme, e qual tarólogos, têm de contar a história, sentindo-se verdadeiramente espetaculares. Nem que seja o filme sobre a vida de Jesus Cristo que toda a gente conhece. "No fim pregam o gajo…e morre… mas não conto mais nada"…."mas não morre…depois vês, senão não tem piada". Digam lá se não vos apetece agredir com ferros ou com os bicos do fondue estas pessoas?

 

E quando vamos comprar pão, já não há, mas dizem que têm uma broa-de-milho. Nós dizemos que não, não se dão por rendidos e, "ainda temos pão Deus"… Eu digo, já a ferver, "obrigado, queria mesmo pão". "Ah, então não temos". A partir daqui só me apetece roer um rodapé que esteja ali próximo. Por outro lado, fico inquieto com pessoas que atendem ao público depois de arrancar um dente sem anestesia. Que têm a simpatia do Sousa Tavares quando o proíbem de fumar ao pé de um bebé. Chato não é?

 

Ah, e as novas salas de espera dos centros de saúde que são as caixas multibanco? Depois de almoço, para ajudar à digestão, ir em excursão tirar o saldo é um novo desporto sénior. Olham para trás com aquele ar "de quem está para ficar", com uma ligeira altivez. Depois de despachadas, aquela dinâmica para arrumar o cartão? Abre a mala; tira a carteira; põe a mala debaixo do braço; abre a carteira; leva uma eternidade a dar com a frincha na napa da carteira para pôr o cartão; fecha a carteira, com a respetiva demora até dar o estalinho; tira a mala debaixo do braço; guarda a carteira; olha para a máquina; tira o talão; passa por nós, e olha de lado. Depois admiram-se de ouvir coisas do género: "era tão boa pessoa, mas ninguém sabe o que lhe passou pela cabeça para ter mordido uma senhora já de certa idade no cóccix, junto ao multibanco".

 

Podia continuar a dizer coisas que me chateiam, mas não saíamos daqui...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:56



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga o Gajo no Facebook


Mais sobre mim

foto do autor










Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D



Os que já se arrependeram...

Histats